ISCSP - Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas

Introdução

O ISCSP promove a formação dos seus alunos nas áreas das Ciências Sociais e Políticas, oferecendo ensino graduado (licenciatura) e pós graduado, de segundo e terceiro nível, correspondente aos graus de mestre e de doutor. Na matriz do ensino incluem-se as áreas científicas da Sociologia, da Administração Pública e das Políticas Públicas, da Ciência Política, das Relações Internacionais, da Política Social, da Antropologia, e da Comunicação Social.

Em estreita ligação com o ensino, o ISCSP promove a investigação científica através dos seus centros de investigação reconhecidos pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT) – Centro de Administração e Políticas Públicas (CAPP) e Instituto do Oriente (IO) e de outros centros na área da Ciência Política e Relações Internacionais, Sociologia e Antropologia.

O ISCSP desenvolve uma política de prestação de serviços à comunidade, contribuindo para o desenvolvimento social e económico do país e para a valorização das qualificações e da organização do tecido económico, e da sociedade civil, bem como com o reforço das condições funcionais e organizativas do sector público. No âmbito internacional destaca-se a sua participação em projectos no mundo lusófono e em áreas geoestratégicas de protagonismo emergente.

MISSÃO DO ISCSP: Valorizamos as pessoas!

O Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas, da Universidade de Lisboa, é uma escola orientada para o ensino e investigação na área das Ciências Sociais e Políticas.

Somos uma instituição pública de ensino universitário já centenária.

Os mais de 100 anos que a nossa Escola conta deram-nos experiência e permitiram-nos acumular saberes que hoje potenciam a nossa capacidade de ajudar os nossos alunos/formandos a encontrar o rumo certo em ambiente de incerteza.

OBJECTIVOS

  • Formação humana, cultural, científica e técnica, na área das Ciências Sociais e Políticas;
  • Realização de investigação fundamental e aplicada;
  • Intercâmbio no âmbito das Ciências Sociais e Políticas;
  • Contribuição para a cooperação internacional e para aproximação entre povos;
  • Prestação de serviços à comunidade.

ISCSP: UMA ESCOLHA CERTA.

O Instituto compromete-se a valorizar recursos humanos apostando numa formação sólida, baseada no conhecimento conjugado com a técnica e o rigor científico que os anos nos permitiram aperfeiçoar.

  • Vivemos numa sociedade sujeita a processos dinâmicos de mudança, cada vez mais complexos, que exigem um formação estrategicamente orientada;
  • A crescente competitividade e o espírito de pro-actividade que a vida activa determina, exigem uma oferta formativa ponderada e orientada para o mercado de trabalho;
  • No ISCSP temos a consciência de que uma boa universidade se faz com docentes / formadores de excelência científica e pedagógica;
  • Os alunos/formandos são o centro do nosso trabalho.
  • A articulação entre as componentes teóricas e práticas dos nossos cursos está assegurada, de forma a conceder aos alunos capacidades de decisão e solução de problemas no desempenho da sua actividade profissional;
  • A nossa Escola assume-se hoje como uma escolha certa para quem procura iniciar a sua formação superior, e, ao mesmo tempo, está consciente da importância da formação Long Life Learning, apostando na diversidade de cursos de Pós-Graduação, Mestrado e Doutoramento;
  • Os nossos alunos/formandos têm ainda um acompanhamento próximo na sua inserção no mercado de trabalho através do Gabinete de Saídas Profissionais. O gabinete auxilia a relação entre os nossos alunos/formandos e a vida activa estabelecendo protocolos com instituições públicas e privadas, divulgando ainda ofertas de estágio e/ou emprego;
  • No ISCSP tem a oportunidade viver uma experiência internacional participando nos programas de mobilidade como o Programa Erasmus. O gabinete de Relações Erasmus garante um acompanhamento próximo e atento a cada caso particular;

Escolher o ISCSP é optar pela tradição, pelo rigor, pela modernidade e pela inovação no conhecimento.

Esta escola oferece programas em:
  • Português

Ver programas de mestrado »

Programas

Esta escola também oferece:

Mestrado

Comunicação Estratégica Digital

campus Tempo integral Tempo parcial 12 - 30 meses October 2017 Portugal Lisboa +1 mais

A frequência da Pós-Graduação em Comunicação Estratégica Digital tem como objectivo geral dotar os alunos de competências teórico-práticas que promovam e auxiliem a integração de meios de comunicação e informação digitais na gestão estratégica de uma organização, marca, produto, pessoa ou serviço. [+]

DESTINATÁRIOS Profissionais da comunicação (consultores, publicitários, assessores, relações públicas, marketers); recém-licenciados das áreas da Comunicação e afins; gestores de recursos humanos; profissionais de tecnologias da informação; formadores; e interessados na Comunicação Digital em geral. OBJECTIVOS A frequência da Pós-Graduação em Comunicação Estratégica Digital tem como objectivo geral dotar os alunos de competências teórico-práticas que promovam e auxiliem a integração de meios de comunicação e informação digitais na gestão estratégica de uma organização, marca, produto, pessoa ou serviço. Em termos específicos, os objectivos incluem: A. Reconhecer a validade dos instrumentos de comunicação digital em termos estratégicos; B Planear processos de comunicação organizacional em ambiente digital; C Definir e reconhecer tácticas que aumentem o efeito das mensagens da comunicação em ambiente digital; D Gerir a presença online, por meio de acções de gestão de mudança, gestão de crise e gestão da reputação; E Monitorizar e avaliar resultados da presença online e do investimento em comunicação (ROI); F Optimizar e orientar resultados da comunicação, canalizando-os para a superação de objectivos: significado, influência, autenticidade e accountability. CONDIÇÕES Habilitações mínimas Licenciatura Outras situações possíveis para avaliar no regulamento do curso. Número de vagas Mínimo 12, máximo 30 alunos Créditos 60 ECTS Curso estruturado para creditação a cursos de Mestrado HABILITAÇÕES Outras situações (ver regulamento do curso). INVESTIMENTO Taxa de candidatura: 100,00€ Propina global: 2000,00€ [-]

Mestrado Em Administração Pública

campus Tempo integral 4 semestres October 2017 Portugal Lisboa

O MPA destina-se a todos os que desejam melhorar as suas competências e desenvolver os seus conhecimentos sobre a Administração Pública. Quem tiver o grau de licenciado poderá candidatar-se, independentemente da área científica de formação. [+]

Apresentação O MPA - Mestrado em Administração Pública pretende constituir-se como uma oferta acrescida do Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas num domínio científico que desencadeou a sua génese, que marcou o seu desenvolvimento, e que tem contribuído decisivamente para a sua afirmação. Através do MPA, o ISCSP irá ministrar conhecimentos e desenvolver competências essenciais ao desempenho de funções na Administração Pública. O MPA destina-se a todos os que desejam melhorar as suas competências e desenvolver os seus conhecimentos sobre a Administração Pública. Quem tiver o grau de licenciado poderá candidatar-se, independentemente da área científica de formação. O curso de segundo ciclo MPA organiza-se em 4 semestres, num total de 120 ECTS. O plano de estudos inclui 95 ECTS para Unidades Curriculares Nucleares obrigatórias na área científica da Administração Pública, 10 ECTS para a área científica de Políticas Públicas e 15 ECTS para a área científica de Gestão. Este 2.º ciclo de estudos destina-se a desenvolver e a propiciar aos licenciados, nomeadamente, as seguintes competências: Habilitar formandos para desempenharem funções de gestão em 3 sectores específicos da Administração Pública, como dirigentes máximos ou chefias intermédias. Facultar aos alunos o enquadramento básico da ciência da administração enquanto ciência aplicada à Administração Pública. Fornecer aos alunos os modelos e processos de gestão actuais, numa perspectiva de administração pública comparada. Desenvolver nos formandos competências no domínio da liderança que lhes permitam acompanhar e gerir os processos de mudança em curso. Qualificar os alunos com informações ao nível do saber mais, saber fazer e saber ser, cruciais para enfrentar os desafios da nova gestão pública. Desenvolver a capacidade de recolher, organizar e analisar criticamente informação, por vezes complexa e contraditória, e de comunicar os resultados do seu trabalho autónomo a especialistas e não especialistas, de forma rigorosa e clara, em contexto nacional e internacional. Capacidade para compreender e aplicar os conhecimentos adquiridos na resolução de situações novas e não familiares, em contextos alargados e multidisciplinares. O 2º ciclo de estudos conducente ao grau de mestre em Administração Pública (MPA) visa qualificar os seus diplomados com uma formação avançada na área da administração pública, com base nos conhecimentos adquiridos no mercado de trabalho e no 1.º ciclo de estudos em Administração Pública do ISCSP, ou em curso considerado equivalente pelo Conselho Científico, permitindo desempenhar trabalho técnico de nível especializado e de elevada complexidade, nas áreas da Administração Central, Regional e Local, no Terceiro Sector e no Sector Privado. As aulas decorrerão à 6ª feira, entre as 14h e as 21h, e ao Sábado, entre as 9h e as 13h. Objetivos Este 2.º ciclo de estudos visa ainda, em termos gerais, permitir e constituir a base de desenvolvimentos originais, incluindo contextos de investigação na área da Administração Pública, nos seus diferentes sectores de especialização. Para o efeito, pretende-se que o estudante atinja os seguintes objectivos: Desenvolver capacidades para integrar conhecimentos, lidar com questões complexas, desenvolver soluções ou emitir juízos em situação de informação limitada. Desenvolver competências de auto-aprendizagem que lhes permitam uma aprendizagem ao longo da vida, com elevado grau de autonomia. Desenvolver a capacidade de recolher, organizar e analisar criticamente informação, por vezes complexa e contraditória, e de comunicar os resultados do seu trabalho autónomo a especialistas e não especialistas, de forma rigorosa e clara, em contexto nacional e internacional. Desempenhar funções de gestão em toda a Administração Pública, com vista a melhorar o funcionamento da mesma, adoptando novos métodos e novas estratégias de liderança. Objectivos específicos Para além dos objectivos genéricos atrás enunciados, este plano de estudos visa qualificar especificamente os seus diplomados para trabalhar com elevados níveis de desempenho, com vista a atingirem os seguintes objectivos específicos do Mestrado: Fornecer aos formandos, numa perspectiva aplicada, o enquadramento teórico da ciência da administração. Transmitir aos alunos, numa perspectiva comparada, os modelos e processos de gestão que correspondam às melhores práticas do sector. Permitir que os alunos, através de estudos de caso, compreendam os novos desafios que a ética coloca aos dirigentes da Administração Pública. Condições de acesso São admitidos à inscrição no curso: Titulares do grau de licenciado ou por equivalência legal, preferencialmente com 3 anos de experiência profissional relevante; Detentores de um currículo científico ou profissional reconhecido pelo Conselho Cientifico; [-]

Mestrado Em Ciência Política

campus Tempo integral 4 semestres October 2017 Portugal Lisboa

No quadro dos objectivos estratégicos do ISCSP-UTL quanto à oferta formativa de II Ciclo e na sequência dos objectivos traçados ao nível da política para o ensino superior nos termos do Processo de Bolonha , definiram-se os seguintes objectivos: [+]

Objetivos No quadro dos objectivos estratégicos do ISCSP-UTL quanto à oferta formativa de II Ciclo e na sequência dos objectivos traçados ao nível da política para o ensino superior nos termos do Processo de Bolonha , definiram-se os seguintes objectivos: Aprofundamento de competências Tal como para a licenciatura em Ciência Política, este objectivo corresponde à configuração nuclear do Processo de Bolonha, quando elege a passagem de um paradigma de ensino baseado na transmissão de conhecimentos para um paradigma baseado na aquisição de competências que, no caso do II Ciclo, devem ser reforçadas por forma a assegurar que o estudante adquira uma especialização de natureza académica (artigo 18.º do Decreto-Lei n.º 74/2006). Este objectivo presidiu à elaboração do novo plano de estudos, uma vez que a sua estrutura privilegia o aprofundamento de competências que consolidam os perfis de formação de natureza instrumental e, sobretudo, de natureza específica. Aposta na especialização funcional Este objectivo traduz a necessidade de reforçar o perfil da formação de natureza específica (elevando os padrões de exigência e rigor), por forma a orientar o estudante para percursos de especialização académicos que possibilitem um melhor domínio das ferramentas teóricas e práticas necessárias à aplicação e integração de conhecimentos em domínios específicos da Ciência Política com elevados níveis de exigência profissional. Reforçar as valências de investigação O plano de estudos assume, como orientação de fundo, a aposta no reforço das valências de investigação do estudante. Para além de se constituir como uma valência diferenciadora em relação ao I ciclo de estudos pretende-se, essencialmente, dotar o estudante de perspectivas teóricas, analíticas e metodológicas avançadas que sirvam de suporte à concepção e implementação de projectos de investigação, quer no domínio académico quer no domínio profissional. Reforço do estimulo e do apoio à auto-aprendizagem Pretende-se, com este objectivo, reforçar os percursos de auto-aprendizagem iniciados no I Ciclo, no sentido de estimular o estudante a desenvolver trabalho autónomo ao nível cognitivo e avaliativo. Ajustamento dos métodos pedagógicos Este objectivo associa-se directamente à mudança do paradigma de ensino (tal como equacionado para a licenciatura em Ciência Política), que requer um empenhamento renovado do corpo docente no ajustamento dos métodos pedagógicos àquele paradigma e aos objectivos agora definidos. Preparação para estudos avançados Este objectivo inscreve-se na necessidade de complementar e reforçar a preparação científica dos estudantes no sentido de os preparar para o percurso de estudos avançados (doutoramento). Aposta na especialização funcional Condições de acesso São admitidos à inscrição no curso titulares do grau de licenciado ou por equivalência legal; Detentores de um currículo científico ou profissional reconhecido pelo Conselho Cientifico. Critérios de Seriação das Candidaturas Para candidatos titulares de grau académico a. Afinidade do grau já obtido com a área disciplinar do curso a que se candidata; b. Média mais elevada no grau académico já obtido; c. Análise curricular, nos termos constantes na ata nº 360 deste Conselho. Para candidatos não titulares de grau académico Nestes casos seguem-se os critérios aprovados pelo Conselho Científico na sua reunião extraordinária de 4 de Novembro de 2010, constantes da ata nº 360. [-]