MCom em Economia do Desenvolvimento

Geral

Descrição do programa

O objetivo da qualificação é desenvolver a competência aplicada do aluno em um nível avançado no domínio, análise, interpretação e compreensão dos princípios e métodos econômicos. Este programa irá preparar os alunos para refletir sobre suas próprias aplicações econômicas para avaliar o efeito disso no contexto holístico da Economia como ciência social. Um aluno qualificado deve mostrar evidências de trabalho independente e original.

Requisitos de admissão: Um aluno em potencial deve possuir uma licenciatura em Economia ou Econometria no NQF nível 8 (novo) / NQF nível 7 (idade), com uma nota média de 65%. Alternativamente, qualquer outra qualificação de quatro anos com honras no nível NQF 8 (novo) / NQF nível 7 (antigo) com uma nota média obtida determinada pelo Departamento e experiência relacionada de Micro e Macroeconomia e Econometria Aplicada que seja considerada relevante e suficiente por Departamento de Economia e Econometria. A frequência de um curso de orientação obrigatória pode ser exigida pelo Departamento de Economia e Econometria.

Dados de contato: Dr Kotie Viljoen / 011 559 4100 / kotiev@uj.ac.za

Registro e datas de início

As inscrições começam em janeiro e são realizadas palestras em fevereiro para os cursos de graduação e pós-graduação.

Todos os programas de pesquisa para mestrado e doutorado podem ser registrados ao longo do ano.

Data de término: a acadêmica começa em janeiro e termina em dezembro. O prazo final do programa é determinado pela duração do programa.

Última actualização Mar. 2020

Sobre a instituição de ensino

Vibrant, multicultural and dynamic, the University of Johannesburg (UJ) shares the pace and energy of cosmopolitan Johannesburg, the city whose name it carries. Proudly South African, the university i ... Leia mais

Vibrant, multicultural and dynamic, the University of Johannesburg (UJ) shares the pace and energy of cosmopolitan Johannesburg, the city whose name it carries. Proudly South African, the university is alive down to its African roots, and well-prepared for its role in actualising the potential that higher education holds for the continent’s development. Ler Menos