Atlântica

Introdução

História: Atlântica

A Atlântica nasceu em 1996 como instituição de interesse público, que procurava ser uma referência orientada para a criação, transmissão e difusão do saber, da ciência e da tecnologia através da articulação do estudo, do ensino, da investigação e do desenvolvimento experimental.

Administrada pela E.I.A.— Ensino, Investigação e Administração S.A., entidade instituidora criada em 1993 com o objetivo de desenvolver uma instituição de ensino superior de qualidade, reconhecida pela capacidade de formar profissionais de excelência para o mercado de trabalho, teve na sua base professores universitários, investigadores, instituições financeiras, grupos institucionais, empresas de serviço e de estudos, e a Câmara Municipal de Oeiras, que até 2014 se manteve como a principal acionista. Em 1996 tiveram início as primeiras licenciaturas na área da Gestão, Ambiente, Território, TIC e Gestão em Saúde e em 2001 foi criada a Escola Superior de Saúde Atlântica. Desde então, a Atlântica tem alargado os seus interesses científicos e consolidou as suas vertentes de ensino e investigação.

​Em 2014, a Empresa Carbures adquire 87% do capital social da E.I.A., manifestando o propósito de contribuir para uma alteração do ensino superior em Portugal, pelo fomento da ligação entre indústria — estabelecimento de ensino superior universitário — investigação, concretizado através da criação de um pólo tecnológico de desenvolvimento da área das engenharias de materiais e das ciências das engenharias aeronáuticas — seu core business.

​Esta colaboração permitirá transferir conhecimento da Empresa para a Universidade, numa relação biunívoca, formar licenciados, mestres e doutores, futuros profissionais, com competências realmente úteis à empresa, mas também permitirá à Instituição universitária apoiar a empresa em projetos de investigação e desenvolvimento tecnológico. Através deste novo modelo de ensino que privilegia a devida integração instituição universitária / empresa, áreas de conhecimento transversais e complementares (saúde, ciências empresariais, tecnologias de informação, engenharia), e um forte investimento em investigação que origine inovação aplicada, a Atlântica marca a diferença no ensino superior em Portugal, privado e público.​

A Atlântica permite aos alunos uma aprendizagem e investigação de elevada qualidade, com uma formação especializada, integrada com a realidade das empresas, e desta forma, maior empregabilidade.

Hoje a Atlântica pretende distinguir-se e ser um valioso instrumento de progresso universitário em Portugal.

História: ESSATLA

A Escola Superior de Saúde Atlântica (ESSATLA) foi criada em 2001 como unidade orgânica da Universidade Atlântica, nela tendo ficado integrada como escola de saúde de nível politécnico.

Dado tratar-se de uma unidade orgânica da Universidade Atlântica, a administração pertencia à respetiva entidade instituidora, a EIA.— Ensino, Investigação e Administração S.A. a qual tinha sido criada em 1993 por um conjunto de professores universitários, investigadores, instituições financeiras, grupos institucionais, empresas de serviço e de estudos, e a Câmara Municipal de Oeiras, que até 2014 se manteve como a principal acionista.

Em 2002 têm início dois cursos bietápicos, de orientação técnico-profissional, em Radiologia, e em Análises Clínicas e Saúde Pública. Foram também criados os cursos de licenciatura em Enfermagem (2001), Fisioterapia (2001), Terapia da Fala (2003) e o Curso de Complemento de Formação em Enfermagem (2002).

Os cursos da Escola procuravam responder às exigências da formação técnico-pressionais e ao mesmo tempo dar uma formação humanista aos alunos numa perspetiva integrada com as ciências sociais e do comportamento.

Desde o início tiveram forte componente de prática em contexto profissional, através do ensino em contexto clínico o que levou a escola a estabelecer protocolos de colaboração com os hospitais e centros de saúde da região de Lisboa.

Devido à necessidade de adequação dos cursos à evolução científica e tecnológica das respetivas áreas, os cursos de Terapia da Fala, Radiologia, Análises Clínicas e Saúde Pública vieram a ser descontinuados a partir de 2015, tendo-se iniciado uma nova etapa, de reformulação desses cursos, de acordo com as orientações dadas oportunamente pelas Comissões de Avaliação da A3es.

Em Julho de 2017 foi acreditada a nova licenciatura em Osteopatia, que entrou em funcionamento em 2017-2018.

Esta escola oferece programas em:
  • Português

Ver programas de mestrado » Veja Licenciatura » Veja Licenciaturas »

Programas

Esta escola também oferece:

Mestrado

Mestrado em Gestão e Tecnologia de Manutenção Aeronáutica

campus Tempo parcial 2 anos October 2018 Portugal Barcarena

O 2º ciclo de estudos em Gestão e Tecnologias de Manutenção Aeronáutica, da Atlântica, é um curso que pretende responder às necessidades do mercado de trabalho actual e tem por objetivo formar profissionais com competências e conhecimentos avançados em aeronáutica, ou áreas afins, essenciais ao exercício de atividades de Engenharia numa indústria em crescente expansão em Portugal. [+]

Descrição do curso

O 2º ciclo de estudos em Gestão e Tecnologias de Manutenção Aeronáutica, da Atlântica, é um curso que pretende responder às necessidades do mercado de trabalho actual e tem por objetivo formar profissionais com competências e conhecimentos avançados em aeronáutica, ou áreas afins, essenciais ao exercício de atividades de Engenharia numa indústria em crescente expansão em Portugal.

Tem por objetivo formar profissionais pós-graduados que demonstrem capacidade de liderança técnica e profissional e a adaptabilidade necessária numa sociedade em constante mudança.

O ciclo de estudos procura também atrair alunos de outras formações ministradas em outras instituições de ensino superior, e profissionais das áreas das Engenharias Mecânica, Electroctécnica, Cívil, etc. que pretendam especializar-se e progredir na sua carreira. Deve ainda assegurar as competências que permitam aos Mestres prosseguir formação complementar (3º ciclo) e está integrado na estratégia global da Atlântica e do parceiro industrial Carbures em Portugal.... [-]